DUCTO  DEFERENTE


O ducto deferente é um longo e fino tubo par, de paredes espessas, o que permite identifica-lo facilmente pela palpação, por se apresentar como um cordão uniforme, liso e duro, o que o distingue dos elementos que o cercam, que são de consistência muito branca.

Próximo à sua terminação o ducto deferente apresenta uma dilatação que recebe o nome de ampola do ducto deferente.

O funículo espermático: estende-se da extremidade superior da borda do testículo ao ânulo inguinal profundo, local em que sues elementos tomam rumos diferentes.

O funículo espermático esquerdo é mais longo, o que significa que o testículo esquerdo permanece em nível mais baixo que o direito.

Além do ducto deferente, ele é constituído por artérias, veias, linfáticos e nervos.

As artérias são em número de três:
         Artéria testicular.
         Artéria do ducto deferente.
         Artéria cremastérica.

As veias formam dois plexos um anterior e outro posterior em relação ao ducto deferente.

O plexo venoso anterior é o mais volumoso.

A artéria testicular caminha entre as malha do plexo anterior.

Ducto Deferente e Funículo Espermático
Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.


voltar




Copyright by Aula de Anatomia®.::.Todos os Direitos Reservados
Designed by Jonas Edison Wecker.::.jonas@auladeanatomia.com